Cenoura, ovo e café. Quem é você?


Uma filha se queixou ao pai sobre sua vida e de como as coisas estavam difíceis para ela.
Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir. Estava cansada de lutar. Parecia que assim que um problema estava resolvido, outro surgia.

Seu pai levou-a até a cozinha, encheu três panelas com água e colocou cada uma em fogo alto. Logo, as panelas começaram a ferver.
Em uma ele colocou cenouras, em outra colocou ovos e, na última, pó de café.

Deixou que tudo fervesse, sem dizer uma palavra.


A filha esperou impacientemente, imaginando o que ele estaria fazendo.
Cerca de vinte minutos depois, ele apagou o gás. Pescou as cenouras e as colocou em uma tigela. Retirou os ovos e, então, pegou o café.
Virando-se para ela, perguntou: “O que você está vendo?”
“Cenouras, ovos e café”, respondeu.
Ele pediu para que ela experimentasse as cenouras. Ela notou que as cenouras estavam macias.
Ele, então, pediu-lhe que pegasse o ovo e o quebrasse. Ela obedeceu e, depois de retirar a casca, verificou que o ovo endurecera com a fervura.
Finalmente, ele lhe pediu que tomasse um gole do café. Ela sorriu ao provar seu aroma delicioso e perguntou: “O que isto significa, pai?”

Ele explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade, a água fervendo, mas que cada um reagira de maneira diferente.
A cenoura entrara forte, firme e inflexível. Mas, depois de ter sido submetida à água fervendo, amolecera e se tornara frágil.
Os ovos eram frágeis. Sua casca fina havia protegido o líquido interior, mas depois de terem sido colocados na água fervendo, seu interior se tornou mais rijo.
O pó de café, contudo, era incomparável. Depois de colocado na água fervente, havia mudado a água.
“Qual deles é você, minha filha?” Perguntou o pai.
Quando a adversidade bate a sua porta, como você responde?
Você é uma cenoura, um ovo ou pó de café?


Você é como a cenoura, que parece forte, mas com a dor e a adversidade murcha, se torna frágil e perde suas forças?
Ou como o ovo, que começa com um coração maleável, mas depois de alguma dificuldade se torna mais difícil e duro?
Ou será que você é como o pó de café? Ele muda a água fervente, a coisa que está trazendo a dor, para conseguir extrair dela o máximo de seu sabor.

Quanto mais quente estiver a água, mais gostoso se torna o café. Quando as coisas se tornam piores, você se torna melhor e faz com que tudo em torno de você também melhore.


Como você lida com a adversidade?

Comentários

  1. Oie! Olha eu aqui! Menina eu já conhecia essa msg, mas amei reler. Sempre é importante a gente lembrar de mensagens assim, pois qdo atravessamos algum problema temos a impaciência de achar que nunca acabará! E é mesmo muito importante ter firmeza e coragem para atravessá-los da melhor maneira! Show de post!
    Beijo, beijo!
    She

    PS: Ahhh nos conhecemos no TT! ;)

    ResponderExcluir
  2. Oieee, tudo bem? É a primeira vez que visito o seu blog, gostei muito das mensagens... beijinhos linda d+

    ResponderExcluir
  3. AFF QUE TRISTEZA DESCOBRI QUE SOU UMA CENOURA, PIOR QUE É VERDADE, EU NÃO SEI LIDAR COM ADVERSIDADES, E QUANDO EU CAIO SOU MUITO DIFICIL ME LEVANTAR DO CHÃO, ATÉ HJ ESTOU CICATRIZANDO FERIMENTOS DE TOMBOS QUE A VIDA ME DEU,POR ISSO ME APRESENTO: MUITO PRAZER EU SOU CENOURA, E VC? PARABÉNS GOSTEI DO SEU BLOG, SÓ PRA RESSALTAR CASO NÃO TENHA NOTADO,EU TENHO UM LADO BOM,EU PROCURO CAIR RINDO, POIS CONCERTEZA ANTES DE EU CHEGAR NO CHÃO ALGUÉM ESTARÁ RINDO PRIMEIRO, PORTANTO SORRIR SEMPRE MESMO QUE SEJA DE MIM MESMA,EXCETO QUANDO O TOMBO CAUSA FRATURAS INCURÁVEIS.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Nossa energia

Eu sou o que sou

O voo do rato